Há poucos anos decidi fazer um mestrado mesmo conhecendo o meu medo de falar para uma plateia e sabendo que no final teria de apresentar publicamente a dissertação. É facto que, ao fim do 1º ano, ainda considerei ficar pela Pós-graduação pois o simples exercício mental ao imaginar-me a fazer tal apresentação provocava-me medo e uma série de sensações nervosas! Tive de procurar ajuda e encontrei a hipnoterapeuta Patrícia Lemos que, recorrendo a várias técnicas e em poucas sessões ajudou-me a ultrapassar “os meus medos” e as más sensações. A apresentação da dissertação já aconteceu há quase 2 anos e fiz recentemente uma apresentação da Instituição onde trabalho, em Tallinn, que correu muitíssimo bem, alcançando sucesso pessoal e profissional! Manuela A.

“Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos”, escreveu José Saramago. Quando li esta frase senti que alguma coisa cá dentro vibrou, mas não entendi bem o quê. Anos mais tarde percebi o significado destas palavras quando decidi pedir ajuda à Patrícia Lemos. Queria saber que coisa era essa dentro de mim que vibrava de forma desordenada e que me desorientava tanto. A viagem que tenho feito com a Patrícia é indescritível, por ser só minha, única. Indescritível porque, às vezes, só palavras não chegam para nomear o que temos cá dentro. É a viagem que ansiava fazer e não sabia. É maravilhosa. Como imagino que seja a viagem de cada pessoa que decide conhecer essa coisa que guarda dentro de si. Agora que a encontrei sou mais eu. E por isso estou muito grata. Cláudia M.

Descobri a Patrícia através de um blog. Estava um pouquinho desesperada e à procura de outras alternativas. Tenho 29 anos e sofro com ansiedade desde os 18.
Fui tentando controlar a situação como podia e sabia mas fui sempre piorando, com a existência de ataques de pânico. Os meus ataques faziam-me ter uma vontade imediata de urinar. Tornou-se incapacitante e já tomava anti-depressivos à dois anos para poder fazer a minha vida normalmente. Já tinha passado pela psicologia e pela psicoterapia sem qualquer tipo de benefício a controlar o problema. A Patrícia foi a única a dar um nome ao meu problema (incontinência de emergência) e disse-me que era mais comum do que eu pensava. Eu achava que não era solução ficar medicada para o resto da vida, por isso decidi avançar com a hipnose, até porque senti uma grande empatia com a Patrícia. A hipnose não é um bicho de sete cabeças nem tem nada com ver com muitos mitos que circulam. Além disso, a forma como é aplicada pode diferir ligeiramente consoante a terapeuta (já assisti a pequenos “excertos” de sessões de hipnose da televisão generalista nacional e achei o que vi muito ‘circense e teatral’, que não apresentavam qualquer semelhança com as minhas sessões de hipnose com a Patrícia). A hipnose é uma técnica válida e muito útil para acedermos de forma mais fácil ao nosso subconsciente, de forma a alterar o nosso padrão de pensamentos. E embora estejamos num estado alterado de consciência temos sempre controlo sobre o que nos está a acontecer. A Patrícia recorre também a outras técnicas que ajudam a cimentar as alterações a nível da mente consciente para que o processo seja mais integrado. Para os mais cépticos podem parecer coisas insignificantes mas que têm grande importância. O que mais gostei na hipnose foram as “wake-up call” que a Patrícia me fazia quando eu me desviava do caminho certo. Isso não existe na psicologia tradicional, em que só nos dão ‘palmadinhas nos ombros’. O que a Patrícia faz connosco é dar-nos ferramentas para andarmos sozinhos em vez de nos dar uma bengala, como acontece com muitas terapias. A Patrícia é uma excelente profissional, muito dedicada e que nitidamente domina o que está a fazer. Com a ajuda dela e da hipnose posso estar onde estou hoje: feliz, positiva e sem medicamentos há mais de um ano! Marta Paiva

Não conhecia a hipnoterapia  até ao dia em que precisei de procurar ajuda para o meu filho que estava a desenvolver  muitas fobias. O meu filho com 10 anos começou a ter alguns medos ao longo do seu crescimento, medo de elevadores ,de tempestades, de doenças e até  o seu afastamento dos pais durante o dia  lhe provocava ansiedade, até que  um episódio de pânico de uma  professora que os repreendia “a gritar”, nos fez despertar e ver que realmente algo não estava bem. Fizemos a primeira sessão de esclarecimento onde, pelo feedback do meu filho e a conversa que tivemos, senti que estava no sitio certo para ajudá-lo. As sessões e os exercícios eram adaptados a idade da criança, a Patrícia sempre nos colocou muito à vontade , sempre muito esclarecedora  e muito atenta, acompanhando de muito perto toda a evolução e ou dificuldades  do meu filho que gostava muito das sessões e das conversas que tinha com a Patrícia. Logo nas primeiras sessões os resultados começaram a surgir… maior estabilidade, alguns medos a ser superados  e até a mudança definitiva para o quarto dele sem qualquer resistência. Temos um menino a ficar mais forte dia após dia,  já experimentou todos os seus  “medos “, alguns melhor que outros, e nós pais também aprendemos a tranquilizá-lo e ajudá-lo a superar futuras dificuldades. Muito obrigada mesmo, Patrícia. Elisabete Silvério  

Foi num café de fim de tarde que ouvi falar nas sessões de hipnose da Patrícia… Claro, lembrei-me logo de um relógio, de um pêndulo e de alguém a fechar os olhos a contar os segredos que não diria acordado!  Apesar disso, resolvi  aceitar o desafio da minha amiga e ligar à Patrícia no dia seguinte… após a primeira sessão de esclarecimento fiquei completamente convencido que com as sessões poderia melhorar/resolver os meus ataques de pânico. Afinal isto até tinha algo de mais racional do que eu imaginava até aqui…
Começámos as sessões e não foi difícil a ‘’entrega’’ aos períodos de hipnose comandados pela voz da Patrícia… Não havia pêndulos com relógios! Sempre consciente do que se estava a passar durante a hipnose, trabalhámos bastante no subconsciente e nos meus ataques que persistiam há mais de 1 ano… além de melhorar bastante com o decorrer da terapia a Patrícia fez um acompanhamento muito personalizado do meu caso ensinando e motivando a minha mente à medida das minhas necessidades do dia a dia… alguns trabalhos de casa foram também muito úteis para o sucesso da terapia. Os medicamentos que tomava há cerca de um ano foram eliminados por iniciativa minha ao fim de alguns meses sendo que até hoje nunca mais precisei deles.
Recomendo a terapia da Patrícia fortemente para quem está interessado em resolver algum assunto relativo a temas psicológicos (stress, ataques de pânico, fobias, etc…) pois vão estar perante uma profissional muito dedicada, disponível e focada na qualidade final dos resultados da terapia. No fim deste período com a Patrícia aprendi a educar a minha mente tanto com os ataques de pânico como em outras situações do dia a dia para os quais cada vez mais precisamos  de saber gerir as situações antes que elas nos giram a nós. Obrigado Patrícia!
P. Conceição

Desde que me conheço que tenho uma relação estranha com o meu corpo e com a comida. Não vejo o que os outros vêem quando olho ao espelho e ora passo por meses de privação ou como este mundo e o outro… Uma amiga falou-me na Patrícia Lemos quando estava desesperada. Era acompanhada há alguns anos e estava a sentir que a coisa não avançava mas que sozinha também não ía conseguir. A Patrícia não é a terapeuta convencional nestas coisas da alimentação (e eu passei por vários). Vê as coisas num todo, ensina-nos coisas, dá-nos ferramentas para gerirmos por nós… Hoje consigo estar equilibrada a uma mesa e fazer escolhas saudáveis. O que ganhei com a Patrícia vai acompanhar-me a vida toda e não tenho palavras para agradecer. Paula Fernandes

Quero agradecer tudo o que tenho aprendido contigo… Passou pouco mais de um ano desde que te conheço e tenho conseguido realizar tantas coisas que apenas sonhava… Realmente conseguimos fazer tudo ou quase tudo, se soubermos dirigir esforços no sentido correcto e nos mantivermos calmos e focados. Viva a hipnose! Diana Mateus

O parto foi espectacular, foi a experiência mais fascinante que já vivi apesar de tantas interferências na última hora. A hipnose é mesmo uma ferramenta fantástica para gerir a dor e eu estava de facto bem preparada, melhor do que pensava. (…) foi um verdadeiro trabalho de equipa a três, um excelente início da nossa nova família.
Patrícia, a sua ajuda fez toda a diferença no nascimento da Madalena e a minha vivência comprova tudo o que o Michel Odent escreveu sobre as necessidades básicas de uma mulher em trabalho de parto. Muito obrigada, vou recomendar hipnose a toda a gente! Inês C.