Na minha base de trabalho refiro a necessidade de equilíbrio de 9 dimensões: a segunda é a dimensão mental.

O nosso cérebro é um orgão maravilhoso.
Com ele aprendemos, aumentamos conhecimento sobre nós e sobre o que nos rodeia; raciocinamos e analisamos criticamente.

Infelizmente a maioria das pessoas desperdiça muito do seu potencial ao deixar o seu cérebro em função automática, sem qualquer conhecimento de ferramentas de controlo mental.

Uma vida em equilíbrio passa por saber controlar os nossos pensamentos, por cultivar o nosso grau de consciência sobre as coisas e sobre nós próprios, observando os caminhos da mente e educando-nos para a guiar.

Quando deixada à solta, a nossa mente martiriza-nos com medos, culpa, preocupações, planos intermináveis e listas de coisas a fazer.

Está ao alcance de todos, o controlo mental: o foco de atenção.
E este é um dos maiores contributos para uma vida sã.

[Voltar à Base de Trabalho]